segunda-feira, 3 de agosto de 2009

MORTE DO PADRE OTONIEL E ALGUNS DADOS HISTÓRICOS

Faleceu no início do mês de agosto de 2009 em curso, na cidade de Canhotinho-PE, o Monsenhor Otoniel de Siqueira Passos, que gostava de ser tratado como PADRE OTONIEL. Nascera no dia 8 de outubro de 1913 e ia completar 96 anos de idade. O conheci por muito anos e privei da sua amizade sadia e leal. Um homem bom por excelência, um verdadeiro Sacerdote do Cristo Jesus. Era culto mas não aceitava ser chamado de culto. Foi um dignatário humilde da Igreja Católica Apostólica Romana, além de alto funcionário do Ministério da Educação no Estado e Prefeito Municipal de sua terra Canhotinho; mas sempre dócil, simples, modesto e generoso. Foi Pároco por muitos anos em Panelas, onde os pobres sempre tinham vez e voz. Foi realmente um Pastor de Almas desamparadas ou excluídas pela sociedade, mas de Almas amparadas por Deus. O Padre Otoniel certamente está na Mansão Celeste escrevendo os poemas que gostava de fazer, enaltecendo MARIA a Mãe de Jesus e a Jesus na Sua Trindade Santa: Pai, Filho e Espírito Santo.
OUTROS DADOS HISTÓRICOS:
A Colonização:

1ª- Expedição - Gaspar de Lemos 1501
2ª- Expedição - Gonçalo Coelho 1503
3ª e 4ª- Expedição - Cristóvão Jaques 1510-1526
Expedição Colonizadora- Martin Afonso 1531
Fundação de São Vicente 1532
Fundação da Cidade de Salvador 1549
Capitanias Hereditárias 1534
1º Governador Geral- Tomé de Souza 1553
2º Governador Geral- Duarte da Costa 1553- 1557
3º Governador Geral- Men de Sá 1557-1572
Fundação do Rio de Janeiro 01-03-1565
Divisão do Brasil em 2 Governos 1572-1578
Domínio Espanhol 1580-1640
Proclamação da Independênia 07.09.1822

PRIMEIRO REINADO

Coroação de Dm Pedro I-------------01.02.1822

Primeira Constituição Brasileira...25.03.1824

Abdicação de Dom Pedro I..............07.04.1831

Regências.........................................1831- 1840


SEGUNDO REINADO

Guerra dos Cabanos (Panelas-PE- Jacuípe-AL):1832-1836

Maoiridade de Dom Pdro I 23.07.1840

Guerra contra Oribe 1850- 1851

Guerra contra Rosas 1852

Guerra contra Aguirre 1864-1865

Guerra do Paraguai 1864-1870


EVOLUÇÃO BRASILEIRA NO IMPÉRIO

Transportes- Inauguração da 1ª Via Férrea 30.04.1854

Navegação Fluvial- Abertura do Amazonas(Internacional) 1866

Comunicações- Início do Telégrafo elétrico 1832

Proibição do Tráfico de Escravos 1850

Lei do Ventre Livre 28.09.1871

Leis dos Sexagenários - Cotegipe 1885

Abolição dos Escravos- Lei Áurea 13.05.1888


POEMAS DO CÕNEGO OTONIEL PASSOS:

"DEMANHÃSINHA..."

(Autor: Cônego Otoniel Passos)



Os primeiros jactos de luz penetram as fendas do telhado.



Salto do leito, e logo:


Pelo sinal da Santa Cruz,


que minha mãe me ensinou


ainda eu crança.

Escancarando a janela do meu quarto,
contemplo a beleza do alvorecer lindo!

O perfume da rosa, da açucena e do jasmim,
levam-se a cantar com o Salmista:

Céus e Terra, bendizei ao Senhor"".


O Poema acima veio acompanhado com um Cartão Natalino que dizia:

"Meu bom Newton:

Faço chegar em suas mãos, além de uma mensagem pessoal e amiga, extensiva à toda distinta família, com os melhores votos de que a Luz de Belém os ilumine na caminhada da vida, mais o Poema anexo. Simples, embora, revela o grande aor que sempre dediquei ao admirável Mistério da presença de Deus entre nós homens, por intermédio de MARIA.

Um abraço, Padre Otoniel Passos - Dezembro/84"

Obs.: A generosidade desse Sacerdote Católico e ser humano por excelência, é tão imensa, que ela nunca se destinou às posições profissionais ou de amizade pessoais, o Cônego Otoniel Passos é e será sempre bom, humilde, culto, leal, um autêntico servo de Deus, que tem o dom de saber perdoar até as ofensas recebidas. Panelas e a Igreja Católica Apostólica Romana devem muito a esse Apóstolo da concórdia e do amor aos menos favorecidos, aos excluídos de uma sociedade normalmente perversa, travestida de solidariedade humana.

"SENSIBIIDADE SENSATA"
(Autor: Cônego Otoniel Passos)

Permita-me

amar

a terra que piso,

o recanto que cultivei,

a flor que brotou

de um galho que finquei

em chão molhado,

a trepadeira bela

do portão de entrada,

o regato coruscante

serpenteando o campo verde;

-curtir

uma conversa amiga

com a cascata florida,

tagarelar com a bica,
no banho gostoso;

-contemplar

do jeito que eu gosto,
a paisagem silvestre
das serras e das matas.

II

Apraz-me

conviver

com os animais:
o boi, a vaca, os bezerros,
o burrinho velho, o cavalo,
as ovelhnhas.

A fantástica "Sinfonia Inacabada"
do Gênio musical de Schubert
é, apenas, figura
da monumental e fascinante

orquestração suavíssima dos
pássaros em revoada.

MAS,

esteja você comigo,
você que é meu amigo.

PORQUE

tudo aqui é nosso,
tudo é oferta de DEUS!".

Fim


Nenhum comentário:

Postar um comentário